Estamos vivendo já os tempos da grande apostasia? Apontamentos e algumas reflexões

NOSSO SENHOR JESUS CRISTO avisou-nos que, nos últimos dias, a verdadeira Fé seria quase extinta no mundo. Ele nos disse que no próprio “lugar santo” se instalaria a “abominação da desolação”  (Mt 24,15) predita pelo Profeta Daniel, e que haveria um engano tão profundo que, se fosse possível, até os eleitos se perderiam (Mt 24,24).

    Em 1903, o Papa São Pio X pensou que talvez ele já estivesse presenciando o princípio dos males que haverão de ocorrer nos últimos dias, dizendo: “Há boas razões para temer que esta grande perversão possa ser como se fosse um prenúncio, e talvez o começo dos males que estão reservados para os últimos dias; e que já habite neste mundo o ‘filho de perdição’ (2Ts 2,3) do qual fala o Apóstolo” (São Pio X, E Supremi, n.5, 4 de outubro de 1903).

    O Novo Testamento nos diz que essa farsa ocorrerá no seio das estruturas físicas da Igreja, no “Templo de Deus” (2Ts 2,4), como vimos, “no lugar santo”. Assim será porque as pessoas não receberão o amor da verdade (2Ts 2,10).

    No capítulo 2 da Segunda Carta aos Tessalonicenses, São Paulo Apóstolo nos diz que os últimos dias se caracterizarão por uma grande apostasia que será a pior da História – pior, portanto, inclusive do que a da crise ariana do século IV, durante a qual era difícil encontrar um sacerdote autenticamente católico.

    Se a crise ariana ― que, hoje sabemos, foi apenas um prelúdio da Grande Apostasia ― ainda assim foi tão extensa, quão mais extensa será a Grande Apostasia predita por Nosso Senhor, por São Paulo e por tantos Santos místicos?

    Assim profetizou São Nicolau de Flue (1417-1487), São Bernardo, que disse que o Anticristo seria um antipapa, Joaquim de Fiore e muitos outros, e assim foi transmitido na verdadeira mensagem de Nossa Senhora em La Salette (veja).

    Talvez, porém, a mais aterrorizante e mais explícita profecia nesse sentido seja a de São Francisco de Assis, que disse em seus escritos:

Nos tempos desta tribulação, um homem não canonicamente eleito será elevado ao Pontificado; ele, com a sua astúcia, empenhar-se-á em levar muitos ao erro e à morte. Então escândalos se multiplicarão, nossa Ordem será dividida e muitas outras serão totalmente destruídas, porque consentirão o erro em vez de o combater. [acessar o texto completo com a fonte]


    Em nossa plataforma de estudos exclusivos, postamos um artigo completo a respeito deste tema tão intrigante e urgente. Os interessados podem acessar mediante assinatura, por um valor simbólico, através deste link: www.OFielCatolico.com (esta é a maneira que encontramos para viabilizar a continuidade dos nossos trabalhos com este apostolado, rezando continuamente por todos os que assim colaboram conosco).

 

Um comentário:

  1. Cada dia que passa tenho mais certeza que o sedevacantismo é a única posição teológica Católica racional e lógica para explicar e entender essa imensa crise trazida pela heresia modernista. A maioria esmagadora dos católicos nem sabem que existe essa heresia modernista.

    ResponderExcluir

** Inscreva-se para a Formação Teológica da FLSP e além das aulas mensais (com as 4 disciplinas fundamentais da Teologia: Dogmática, História da Igreja, Bíblia e Ascética & Mística) receba acesso aos doze volumes digitais (material completo) do nosso Curso de Sagradas Escrituras, mais a coleção completa em PDF da revista O Fiel Católico (43 edições), mais materiais exclusivos e novas atualizações diárias. Para assinar agora por só R$13,90, use este link. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!

AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por profissionais de comunicação, professores, autores e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Subir