'Casamento homossexual é sacramento luciferino', diz porta-voz do Templo Satânico, nos EUA

A queda dos anjos rebeldes, por Pieter Bruegel, 'the Elder'

SEMPRE QUE O POVO americano tentar conter o aborto ou manter leis do casamento tradicional, os seguidores de Satanás vão estar lá para se opor, prometeu abertamente, há alguns anos o porta-voz nacional do Templo Satânico, conforme noticiado pela agência LifeSiteNews.

Lucien Greaves
O Templo Satânico ganhou notoriedade pela tentativa de realizar uma "missa negra" na Universidade de Harvard, no que foi repelido por estudantes católicos. Seu porta-voz, Lucien Greaves, cujo nome de nascimento é Doug Mesner, disse ao jornal Metro Times de Detroit que gostaria de ajudar as mulheres a não cumprir as leis pela vida. Segundo ele, as restrições ao aborto violam as "crenças religiosas satânicas", segundo as quais o “casamento” homossexual é um “sacramento” da sua "religião". Ele não mencionou o fato de que menos que 0,01% da população norte-americana confesse o satanismo como religião, o que comprometeria completamente sua tese de que tal seita deveria ter os mesmos direitos que os 80% da população que professam o cristianismo (os restantes 20% dividem-se entre judeus, budistas, muçulmanos e hindus, sendo que todas essas religiões repudiam igualmente o aborto e o chamado 'casamento' homossexual).

Greaves acrescentou ainda que o objetivo atual do Templo Satânico é ter lobistas em Washington D.C., com o objetivo de ajudar a passar leis que amparem a “religião de Satanás”. Ele atacou o governador de Michigan, Rick Snyder, que “vem tentando tornar insustentável para as mulheres a interrupção da gravidez”.

“Uma das coisas com que fortemente nos importamos é o direito dos homossexuais”, disse o porta-voz do Templo Satânico: “Para nós", acrescentou, "o casamento [homossexual] é um sacramento. Nós o reconhecemos e achamos que o Estado teria que reconhecê-lo por motivos de liberdade religiosa”. Um discurso que em muitos pontos é praticamente idêntico ao da bancada socialista.

Em sentido oposto reagiu Adam Cassandra, gerente de comunicações da Human Life International. Ele declarou a LifeSiteNews que a postura do Templo Satânico sobre o aborto e a redefinição do casamento talvez "sustente a posição de muitos que, no movimento pró-vida, entendem que os ataques à vida humana inocente e à família são demoníacos em sua origem”.

Mesmo que advoguem por ‘justiça’ e ‘direitos’, eles [os defensores do aborto e militantes pela desconstrução da família] se identificam com aquele que tem sido a fonte de todos os males e os enganos ao longo da história humana.
(Adam Cassandra, Human Life International)

Defensores da vida vinham notando, estarrecidos, que em manifestações públicas, alguns progressistas liberais invocavam forças demoníacas em seus esforços de lobby por esse ou aquele projeto. Em julho de 2013, um grupo de apoiadores do aborto gritava “Ave Satã!”, enquanto os do grupo pró-vida entoavam a canção cristã “Amazing Grace” na assembleia do Texas, antes da aprovação da proibição desse Estado do aborto após 20 semanas.

Se para muitos ainda parecia exagero dizer que havia uma influência satânica por trás do massacre dos inocentes nos ventres daquelas que deveriam protegê-los com a própria vida, agora tal hipótese se torna muito plausível e mesmo difícil de negar.

** Assine a revista O FIEL CATÓLICO e tenha acesso a muito mais!

______
Com Luis Dufaur – IPCO

www.ofielcatolico.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$9,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail