Gil Diniz prova que Dória mentiu ao negar a exclusão dos termos cristãos em livros didáticos

Deputado estadual Gil Diniz

APÓS PRESSÃO pelas redes sociais após a denúncia do deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP), que no início da semana acusou o governo de João Dória de “preconceito religioso contra cristãos”, materiais didáticos distribuídos aos estudantes da rede estadual de ensino em São Paulo foram modificados em sua versão online, de onde foram extintas as nomenclaturas a.E.C/E.C. (antes da Era Comum / depois da Era Comum) em substituição a a.C e d.C. (antes de Cristo e depois de Cristo).


Tudo começou quando uma professora explicou, durante uma aula online no Centro de Mídias São Paulo, mantido pela própria Secretaria Estadual de Educação, as razões para a atualização dos termos, alegadamente mais "neutros" – o que não tem nenhum sentido concreto, na medida em que Jesus Cristo, independente de questões religiosas, é também uma personalidade histórica que inegavelmente alterou o curso da História; não é por aludir à sua existência que se deixaria de ser "neutro" para aderir a alguma afirmação de fé (sem contar a convenção do uso da expressão por séculos, que já o justifica). 


Gil Diniz, apelidado de “Carteiro Reaça”, compartilhou um vídeo em sua conta to Twiter dizendo que as pessoas no comando da Secretaria Estadual da Educação de SP “não suportam ouvir o nome de Cristo e usam veladamente do seu preconceito religioso contra cristãos”.




Segue a polêmica. Fato é que o governador João Dória mentiu ao dizer, em nota emitida logo depois do surgimento da polêmica, que realmente não havia acontecido nenhuma mudança nas siglas a.C./d.C. nos livros ('print' acima). Mas a mudança, sim, foi feita, e pode ser vista nos livros didáticos conforme mostrou o mesmo Gil Diniz em vídeo pela sua conta do Twiter (assista).

__________________________
Lembre-se de nos acompanhar também nas redes sociais:

** Facebook

*** Instagram (@ofielcatolico)

**** Youtube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir