O Rei dos reis: sempre acessível, mesmo ao servo mais humilde


Por Teresa Castel-Branco Power,
professora portuguesa de inglês em Anadia, Portugal

ÀS QUINTAS-FEIRAS, os meus quinze minutos de oração são passados em uma igrejinha muito humilde, perto da escola em que leciono, onde o Santíssimo está exposto o dia inteiro.

Ontem cheguei à igreja cansada, com uma mala cheia de testes por corrigir, no intervalo entre uma aula e uma reunião. Cheia de pressa, mas queria aproveitar bem esse tempo privilegiado diante do meu Senhor.

No banco da frente, duas pessoas passavam o turno: uma senhora de cabelos brancos levantou-se, benzeu-se e saiu da igreja, enquanto que um senhor também idoso se ajoelhou no seu lugar, apoiou a cabeça entre as mãos e ficou imóvel, a rezar.

“Que bonito”, pensei...

Fez-me lembrar a passagem de turno das guardas de honra dos monumentos nacionais. Com solenidade os militares executam sua tarefa. Mas haverá maior honra do que guardar o Senhor Sacramentado? Haverá monumento nacional que iguale em honra o mais tosco dos Altares do Senhor?

Sorri diante daquela "guarda de honra" humilde e pobre, na simplicidade da igrejinha. Senti-me também como um "soldado de Cristo", por breves momentos, assumindo esse cargo maravilhoso de vigilante. No íntimo do meu coração assomaram as palavras do salmo 131: “Minh'alma anseia pelo Senhor, mais do que a sentinela pela aurora...”

Olhei o relógio: só me restava um minuto de oração, ou corria o risco de chegar atrasada à reunião.

Benzi-me com a água benta, fiz uma genuflexão profunda voltei para o mundo, sempre cheio de afazeres.

Mas levei na mente a grandeza do milagre que acabava de acontecer: eu, simples mortal, com acesso direto e ilimitado à mais alta Realeza do Universo, com direito a dizer tudo o que quisesse ao Rei dos reis, sem necessidade de marcação de audiências ou qualquer burocracia.

Ah, fazemos tão pouco uso dos nossos privilégios de Filhos de Deus...

** Assine a revista O FIEL CATÓLICO e tenha acesso a muito mais!

____
Publicado como editorial na revista O FIEL CATÓLICO n.28
www.ofielcatolico.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$9,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail