Série: Guia do catolicismo para protestantes e evangélicos Parte 3: Jesus é o Único Mediador para os católicos? Por que os católicos não abrem mão daquilo que os separa dos protestantes?

 


1. ‘Prefiro viver a minha fé em intimidade com Deus!’

Só pode pensar algo assim quem nunca compreendeu nem vivenciou realmente a Fé Católica. Pertencer à Igreja de Cristo não quer dizer que não podemos ou não devemos cultivar um encontro pessoal com Cristo. Aliás, a realidade é bem o contrário disso: nossa prática de fé se dá, em primeiro lugar, diretamente com Deus, nosso Criador. E não há intimidade maior com Ele, que seja possível aos seres humanos neste mundo, do que a participação na Sagrada Eucaristia, que é a Comunhão com o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo.

 

Além disso os Santos, como Santo Agostinho, ensinam que a conversão não é somente a aceitação de um corpo de doutrinas, mas um encontro com uma Pessoa, que é Cristo Nosso Senhor. A aceitação da Doutrina Católica deriva naturalmente desse encontro pessoal com nosso Criador. (Leia mais sobre aqui).


2. ‘Que sentido há no gesto de se percorrer um longo caminho de joelhos, e em outras formas de penitência que os católicos fazem? Esse não é o tipo de sacrifício que encontramos na Bíblia...’

Quanto ao sacrifício particular, oferecido a Deus, São Paulo Apóstolo diz: "Eu vos exorto, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, a oferecerdes vossos corpos em sacrifício vivo, santo, agradável a Deus" (Rm 12,1). Cada um oferece sacrifício a Deus da maneira que considera conveniente, conforme aquilo que há em seu coração, em conformidade com a sua consciência diante de Deus. Você pode julgar o que Deus aceita e o que não aceita, quando lhe é oferecido com pureza de alma, profunda devoção e amor sincero?

 

 

3. ‘Se o Papa quer a Igreja Católica unida aos protestantes, deveria mandar por decreto que se tirassem todas as imagens de todas as igrejas católicas...’

O Papa não deve jamais querer a Igreja "unida aos protestantes". O que ele deve buscar é conduzir o povo de Deus aqui na Terra sob a Luz do Espírito Santo, em Cristo, com Cristo e por Cristo, e converter todos os povos a Ele. Isso não significa abrir mão da Verdade para fazer as pazes com quem quer que seja.

 

Se o Papa mandasse abolir todas as imagens sacras para agradar aos protestantes, isso seria o mesmo que renegar toda a história da Igreja, repleta da Graça divina, pois desde o começo a Igreja Primitiva sempre utilizou as imagens para evangelizar os povos pagãos. Você já ouviu falar em arte paleocristã?

 

Pois é... A arte paleocristã estuda o conjunto de manifestações artísticas dos primeiros cristãos, que vem desde as origens da Igreja e ganhou cada vez mais força com a expansão do cristianismo. Desde o início, os cristãos fizeram uso de imagens no culto, e eu mesmo conheci um protestante que ficou muito admirado ao visitar a Terra Santa e ver relíquias antiquíssimas, que datavam dos primeiros séculos. Assim ele percebeu o quanto a tradição que ele seguia era diferente da Tradição dos primeiros cristãos: a Tradição Apostólica, que a Igreja Católica preserva e observa.


Então, entenda: se o Papa simplesmente renegasse toda a História da Igreja, juntamente com o legado dos primeiros cristãos e a fé da Igreja primitiva, tudo isso só para ficar "de bem" com os protestantes, que não param de caluniar a Igreja, ele estaria simplesmente sendo infiel a Cristo, Fundador da verdadeira Igreja.

 

 

4. ‘Não encontro na Bíblia Maria subindo ao Céu...’

Não, a Bíblia não diz que Maria Santíssima foi assunta ao Céu. Agora, diga-me onde está escrito na Bíblia que a verdadeira Igreja surgiria somente mais de mil e quinhentos anos depois de Jesus Cristo subir aos Céus.

 

Diga-me onde está escrito na Bíblia que somente a própria Bíblia, exclusiva e isoladamente, é a única regra de fé e prática dos cristãos.

 

Diga-me onde a Bíblia afirma que haveriam milhares e milhares de igrejas inventadas por uma multidão de pastores diferentes, cada um interpretando as Escrituras do seu jeito.

 

Maria ter subido ao Céu é matéria de fé, faz parte da tradição da Igreja. Não vamos entrar neste assunto específico aqui, porque é extenso e merece um post exclusivo, e principalmente porque, antes, você precisa compreender um dos fundamentos da fé cristã.

 

Nós, católicos, não cremos somente e exclusivamente naquilo que está escrito literalmente na Bíblia, porque eleger a Bíblia como única e exclusiva regra de fé seria contrariar a própria Bíblia. Sabe por quê? Porque a Bíblia mesmo diz que a Igreja é a Coluna e o Fundamento da Verdade para o cristão, e não as Escrituras isoladamente.

 

"Escrevo para que saibas como convém andar na Casa de Deus, que é a Igreja do Deus Vivo, a coluna e o fundamento da Verdade" (1Tm 3,15). – Veja que o Novo Testamento da Bíblia, que dá sentido a toda a Bíblia, estava sendo escrita, pelos Apóstolos, para que soubéssemos como nos portar na Igreja! Percebe que a regra da nossa fé é a Igreja instituída por Jesus Cristo, e não a Bíblia sozinha? As Escrituras são sagradas para nós, sim, e são úteis para nos instruir, mas não são e nem nunca foram a única e isolada base, o fundamento exclusivo para os cristãos.

 

Nos primeiros séculos do cristianismo, na Igreja primitiva, a Bíblia simplesmente não existia ainda. Depois, durante longas eras, a grande maioria dos cristãos era constituída por analfabetos. Como se conduziam, então, os cristãos? Pela instrução da Igreja, a única Igreja que Cristo deixou e que tem dois mil anos de história: a Igreja Católica.

 

O grande erro dos protestantes é pensar que a Bíblia é mais importante do que a Igreja. Não é! Jesus não escreveu nenhum livro; mas Ele fundou, diretamente, a sua Igreja neste mundo, e garantiu que as portas do inferno não prevaleceriam contra ela (Mt 16, 18). Ocorre que a Bíblia é um livro, e mesmo sendo o Livro inspirado, cada indivíduo que a ler poderá elaborar sua própria e particular interpretação das Escrituras. Por isso existem milhares de "igrejas" que ensinam coisas diferentes, e todas elas dizem que a sua interpretação da Bíblia é a certa, como já demonstramos.

 

Depois de fundar a Igreja sobre Pedro, Jesus disse a este mesmo Pedro (líder dos Apóstolos, isto é, o primeiro Papa), que tudo o que ele ligasse na Terra seria ligado no Céu, e o que ele desligasse na Terra seria desligado no Céu (Mt 16,18). Essa é a autoridade que a Igreja possui na Terra, dada por Jesus Cristo. O Senhor ainda disse aos Apóstolos que os pecados que eles perdoassem seriam perdoados, e os que eles não perdoassem seriam retidos (Jo 20, 23).

 

Cristo não diz, em momento algum, que deveríamos seguir exclusivamente a Bíblia, ao contrário. E a própria Bíblia diz que devemos guardar não só o que foi escrito, mas também a Tradição da Igreja: "Então, irmãos, estai firmes e guardai a Tradição que vos foi ensinada, seja por palavras, seja por epístola nossa". (2 Ts 2, 15)

 

As epístolas dos Apóstolos formam a maior parte do Novo Testamento da Bíblia. Então vemos a própria Bíblia afirmando que devemos guardar não só a Escritura, mas também a Tradição: "Mandamo-vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segundo a Tradição que de nós recebeu." (2 Ts 3, 6)

 

As tradições dos homens, a tradição dos antigos fariseus, foi substituída pela Tradição Cristã, a Tradição Apostólica: Tradição esta que inclui a própria Bíblia Sagrada Cristã, e que é preservada integralmente pela Igreja Católica Apostólica Romana (veja aqui como estudar as Escrituras).

 

*  *  *

 

Agradecemos pelas muitas perguntas, prezado Ronaldo, e rezamos para que a Luz divina ilumine continuamente o seu discernimento.

 

Caríssimo irmão, este foi o último post da série Esclarecimentos sobre o [ou “Guia do”] catolicismo para protestantes e evangélicos (Clique aqui e veja a parte 1 e aqui para ver a parte 2). Se você chegou até aqui, é porque este conteúdo é relevante para ti, então peço que o envie aos seus amigos e familiares e seja a lâmpada colocada “no alto para iluminar os que entram” (Lc 11, 33).

 

Deixe suas dúvidas, sugestões e impressões na área de comentários que lerei e responderei assim que possível.

 

Clicando aqui você poderásaber mais sobre nosso Curso de Teologia Católica – Entendendo a Bíblia.




__________________________

Lembre-se de nos acompanhar também nas redes sociais:

 

** Facebook

 

*** Instagram (@ofielcatolico)

 

**** Youtube


***** Pinterest


****** Telegram


Compartilhe nas suas redes sociais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir