O essencial do Natal, por Tihamer Toth, fiel bispo da Igreja de Cristo


Que belo é o presépio tradicional, com piedosas imagens que procuram fazer memória do santo Natal!


NÃO EXISTE FESTA MAIS BELA e cativante do que o Natal. A que se deve que seja assim? À alegria ingênua das crianças? À bonita árvore de Natal? À ceia em família? Aos presentes estupendos? Não. Tudo isso é apenas acessório na festa; não é o essencial. O mais importante é o conteúdo da Mensagem angélica:

Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor!
(Lc 2,10-11)



O essencial do Natal é a alegria que expressam essas poucas palavras: o Filho de Deus se fez homem para nos salvar. Basta que não coloquemos obstáculos à Graça, para que Cristo nos cure e habite em nossas almas.

Sim, o Cristo levou até o fim a grande obra de nossa Redenção. Mas nós devemos colaborar com Ele. Devemos nos preparar para recebê-lo. Temos de colaborar com a Graça, ou seja, devemos seguir as inspirações da Graça sem impor condições, porque Cristo precisa de nossa colaboração para nos redimir.

Todos estamos convidados a Belém para adorar o Menino Deus, inclusive os que se sentem mais pecadores e miseráveis. O Natal não é dar e receber presentes, nem é apenas um dia de festa, mas sim a Redenção que nos traz Cristo Jesus.

Muitas vezes tropeçarei nesta vida, e terei recaídas, mas não importa. Levantarei de novo graças à Redenção de Cristo que opera em mim. Fui redimido e tenho de começar a viver segundo Cristo. Ele deve ser o Rei de minha vida. Minha vida deve ser um reflexo da Vida d'Ele. "Para mim, viver é Cristo" (Fl 1,21).

O mundo estava perdido e Cristo Redentor quis nascer em um presépio para nos salvar. Abramos nossos corações para recebê-lo, e assim poder celebrar, como é devido, a sagrada festa do Natal.

Vem, Menino Jesus! Vê que minha alma está como o presépio para te receber... Sim, cheia de palha e estrume. Mas minha alma está sedenta de Ti. Vem morar em minha alma. "Não sou digno que entres em minha morada", mas é para isso que vieste, para salvar o que estava perdido.

Vem, Senhor Jesus!

____
Fonte:
TOTH, Tihamer. O Significado do Natal, São Paulo: Molokai, pp. 46-47.


Compartilhe nas suas redes sociais!

Um comentário:

  1. A paz de Jesus Cristo.

    Excelente texto, muito oportuno nestes tempos difíceis onde a conversão se faz urgentemente necessária, já que pautas anti cristãs são defendidas muitas vezes por membros do clero e leigos católicos.

    Que o Nascimento de Jesus, a Celebração deste Nascimento, nos proporcione fé concreta, forte e desejo de lutar contra as forças malignas de esquerda que querem destruir a Santa Igreja. É preciso ser um Cruzado dos tempos "modernos", pois este modernismo defendido pela sociedade ateia, pode ser o fim da humanidade.

    Feliz Natal à toda equipe deste Apostolado e aos leitores daqui.

    Jesus vive e está sempre entre aqueles que preservam a Fé!

    Salve Maria!

    ResponderExcluir

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Subir