Papa Francisco apóia a vacinação 'universal' contra COVID-19


O PAPA FRANCISCO declarou recentemente que a vacinação contra o Coronavírus deve ser “universal e para todos”. Em seu discurso de quarta-feira à tarde (19/8/2020), o Pontífice fez seus comentários em contexto de oposição aos países ricos e pessoas que obtêm a vacina – que não a monopolizem somente para si. “Seria triste se déssemos prioridade à vacina contra o COVID-19 para as pessoas mais ricas”, declarou: “Seria triste se esta vacina se tornasse propriedade desta ou daquela nação e não fosse universal e para todos”. 


Os críticos da vacina norte-americana, incluindo o advogado ambiental Robert F. Kennedy Jr., estão alertando que partes importantes dos testes estão sendo ignoradas. Críticos alertam sobre os riscos de lesões em grande escala e outras consequências relacionadas à saúde que podem resultar de uma vacina amplamente não testada que seja repentinamente injetada em milhões. 


Em tempo, alguns nomes importantes da Igreja de hoje, como o arcebispo emértido dos EUA, Carlo Maria Viganò, e o bispo também norte-americano Joseph Strickland , exortaram os católicos a rejeitar as vacinas para o COVID desenvolvidas a partir de linhagens celulares de bebês abortados. 


O Papa começou seu discurso de quarta-feira dizendo que a pandemia do coronavírus havia revelado a difícil situação dos pobres “e a grande desigualdade que reina no mundo”. Embora o coronavírus não faça exceções entre as pessoas, disse ele, encontrou, no entanto, em “sua trajetória devastadora, grandes desigualdades e discriminações” e até as aumentou. O Papa Francisco disse que deve haver uma resposta dupla para a situação: uma cura para o “pequeno vírus” da COVID-19 e uma cura para o “grande vírus”, “o da injustiça social, das oportunidades desiguais, dos marginalização e falta de proteção para os mais fracos”. 


O papa ainda teceu observações quanto às consequências sociais da pandemia e sobre a importância de se voltar à “normalidade e retomar as atividades econômicas”. No entanto, o pontífice alertou que esta “normalidade” deve contribuir para minimizar a injustiça social.


O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS) ecoou publicamente as esperanças do Pontífice de que os pobres do mundo sejam vacinados contra o vírus. “Eu não poderia concordar mais com Vossa Santidade @Pontifix”, tuitou Tedros Adhanom Ghebreyesus ontem. 


A organização global convidou diferentes países ao redor do mundo para se juntar a um empreendimento chamado “o pilar COVAX,” um acordo para trabalharmos juntos na criação e distribuição de uma vacina bem-sucedida para que inoculações em massa possam ocorrer o mais rápido possível em todo o mundo. 


A OMS espera que os países mais ricos, atualmente investindo dinheiro na pesquisa local de vacinas, reúnam seus recursos de modo a poderem arcar com a produção em grande escala assim que uma vacina bem-sucedida esteja disponível. 


O princípio orientador do esquema é que todos os países terão “acesso equitativo” à vacina, de modo que os países mais pobres que não podem pagar por ela não sejam deixados para trás. 


“Dois bilhões de doses seriam suficientes para vacinar profissionais de saúde e outros grupos de alto risco”, afirma o vídeo da OMS.



__________________________
Lembre-se de nos acompanhar também nas redes sociais:

** Facebook

*** Instagram (@ofielcatolico)

**** Youtube.



______
LifeSite News, em:
https://www.lifesitenews.com/news/pope-francis-backs-universal-covid-vaccination-for-all
Acesso 21/8/2020

Um comentário:

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir