25/8/2020 | Médicos chineses propõem matar gêmeos e trigêmeos não nascidos com microondas

Embora a ablação por microondas já seja normalmente usada para cauterizar nervos doentes e destruir o câncer, nesta proposta se planeja usá-lo para queimar bebês vivos.



Por Dorothy Cummings McLean para o Lifesite New


UM GRUPO DE MÉDICOS chineses publicou uma proposta para extirpar fetos gêmeos ou trigêmeos indesejáveis do útero ​​por meio de microondas. Jialei Xi, Ziyi Cheng, Tianchen Wu e outros autores planejam usar a tecnologia de microondas para destruir seletivamente um de dois ou mais bebês não nascidos que compartilhem uma placenta, e publicaram seu protocolo no "British Medical Journal" em 13 de agosto último. Seu artigo é chamado “Microwave ablation versus radiofrequency ablation for the treatment of severe complicated monochorionic pregnancies in China protocol for a pilot randomised controlled trial”, traduzido: Ablação [i.e.: destruição] por microondas versus ablação por radiofrequência para o tratamento de gravidezes monocoriônicas complicadas graves no protocolo da China para um ensaio piloto randomizado controlado”.


No documento, os médicos afirmam que “gestações gemelares monocoriônicas complicadas estão frequentemente associadas a alta morbidade e mortalidade perinatal, algumas das quais são graves o suficiente para exigir uma cirurgia de redução da gestação para melhorar a sobrevida fetal e reduzir as incapacidades”.  


“Cirurgia de redução gestacional” é um eufemismo que significa matar um ou mais bebês em uma gravidez múltipla.


Um dos motivos pelos quais os médicos podem querer matar um gêmeo idêntico no útero é a síndrome da transfusão de gêmeos a gêmeos, na qual os gêmeos compartilham um sistema circulatório, graças a uma anomalia da placenta. No entanto, a cirurgia a laser pode resolver o problema com a selagem dos vasos sanguíneos anormais que os conectam.    


Os pesquisadores chineses, que não referem nenhuma chance de salvar todos os bebês em uma gravidez múltipla difícil, dizem que o procedimento mais comum para matar um bebê enquanto tenta deixar o outro ileso é a “ablação por radiofrequência”. Este é um procedimento em que o calor das ondas de rádio é usado para cauterizar o tecido humano, geralmente para impedir que nervos sinalizem dor ao cérebro ou para matar pequenos tumores. Como método de aborto, uma agulha é inserida no gêmeo e uma corrente elétrica passa por ele, literalmente fervendo o feto vivo. 


Esses médicos, no entanto, gostariam de estudar o uso da “ablação por microondas” para matar a criança indesejada, a partir do argumento seguinte: “Embora a ablação por radiofrequência seja atualmente o procedimento mais comumente usado com maior sobrevida fetal [sic] e menos complicações maternas e fetais [sic] em comparação com outros métodos cirúrgicos, o efeito terapêutico da ablação por microondas (MWA) é relatado como sendo melhor, presumivelmente devido ao maior efeito térmico e menos restrições ”, escreveram.  


A ablação por micro-ondas usa ondas microelétricas para aquecer o tecido humano até que morra. Novamente, embora seja normalmente usado para cauterizar nervos ou destruir câncer, nesta proposta os pesquisadores planejam queimar bebês vivos. 


O projeto parece estar em andamento. O estudo da Universidade de Pequim foi registrado pela Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos em junho de 2019. Deveria começar em meados de julho de 2019 e terminar em novembro 2020. Ao fim e ao cabo, mais um método para o cruel extermínio de vidas humanas antes do nascimento.


__________________________
Lembre-se de nos acompanhar também nas redes sociais:

** Facebook

*** Instagram (@ofielcatolico)

**** Youtube.


_________
Lifesite News, em:
https://lifesitenews.com/news/chinese-doctors-propose-killing-unborn-twins-triplets-with-microwaves?utm_source=top_news&utm_campaign=standard
Acesso 24/8/2020

Nenhum comentário:

Postar um comentário

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir